quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Microsoft Edge poderá ser o navegador mais seguro da web

Com novo recurso de segurança que executa o Microsoft Edge em uma SandBox, navegador não permite que vírus infectem arquivos do sistema operacional, do usuário ou outros aplicativos.

Windows Defender Application Guard on Microsoft Edge
Windows Defender Application Guard on Microsoft Edge Ver imagem »


O Microsoft Edge chegou ao mercado junto com o lançamento do Windows 10, em julho de 2015, com a missão de substituir de vez o até então muito criticado Internet Explorer. Na tentativa de recuperar uma fatia do mercado de navegadores web, que já foi sua no passado, a Microsoft investiu no desenvolvimento de um browser mais compacto, leve, com navegação mais rápida e que oferecesse maior segurança aos internautas, a fim de concorrer de igual com Chrome, Firefox e Opera.

Seguindo a metodologia de oferecer uma melhor experiência para o usuário, a empresa divulgou nesta semana, o recurso Windows Defender Application Guard para o Microsoft Edge. A ferramenta consiste em garantir maior segurança ao navegador e ao computador do usuário, já que o recurso praticamente anula qualquer possibilidade de infecção por malwares, mesmo que sites maliciosos sejam acessados e tenham seu conteúdo carregado no browser.

Isso acontece porque o novo recurso do Microsoft Edge permite ao navegador ser executado em uma espécie de máquina virtual, através da tecnologia Virtualization Based Security, VBS, ou seja, o software é aberto em um local totalmente independente do sistema operacional.

Ao contrário da grande maioria dos navegadores que utilizam uma SandBox baseada em software, recurso que permite a aplicações maliciosas encontrarem brechas e conseguirem infectar o resto do PC, o Microsoft Edge se beneficia de uma virtualização baseada em hardware, que deixa tudo e qualquer tipo de praga virtual encapsulada e sem capacidade de propagação pelo sistema, arquivos ou rede local.

O Windows Defender Application Guard ainda permite ao usuário configurar uma lista de restrições definindo como o recurso deve atuar e escolhendo quais sites devem ser executados de forma segura utilizando a virtualização. Quando o serviço está ativado, o Microsoft Edge não salva nenhum tipo de cookie na máquina ou permite o rastreamento da navegação, como em um modo anônimo. Além do que, todos os arquivos gerados na SandBox, incluindo vírus e malwares são excluídos ao encerrar a sessão.




Windows Defender Application Guard for Microsoft Edge
Windows

“Escolhemos o Windows 10 por causa da infinidade de melhorias que o sistema apresenta, como inicialização e logon várias vezes mais rápidos, ofertas de segurança e enriquecimentos móveis amigáveis. Tecnologias modernas, como o BitLocker, Credential Guard, e Windows Defender oferecer proteção avançada contra ameaças aos dispositivos. Sem deixar de fora, os recursos de segurança end-to-end que promovem a mobilidade, reduzindo a preocupação”. Disse, Armand Campo, Diretor de Sistemas de TI, da Expedia.

A princípio, o novo sistema de segurança Windows Defender Application Guard para o Microsoft Edge ficará disponível para o Windows 10 Enterprise Insider, para que as empresas testem o sistema e que as adequações necessárias sejam feitas para a versão final, que deve chegar no começo de 2017 para a plataforma empresarial, e posteriormente para usuários domésticos.

E você, já utilizou ou faz uso frequente do Microsoft Edge no seu Windows 10? Conte-nos um pouco da sua experiência com esse browser que promete muito para o futuro.

Via Windows.


Imprimir ou salvar este artigo como PDF



Shopping



Um comentário :
  1. Olá internauta!

    Antes que eu me esqueça, se você tiver alguma dúvida, sugestão ou informação que complemente este conteúdo, por favor, compartilhe conosco através de um comentário.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blog DiGa Tech. Ao se manifestar através desta plataforma, você alega estar em conformidade com a nossa política de comentários. Caso fique em dúvida, leia as perguntas frequentes e saiba o que consideramos inapropriado ou ilegal. Viu algum comentário que viola os nossos termos gerais de uso? Então denuncie!