segunda-feira, 25 de julho de 2016

Golpe no Facebook utiliza vídeos para atrair vítimas

Golpistas se aproveitam da curiosidade dos usuários brasileiros para aplicar golpe através do Facebook utilizando links para vídeos falsos na internet.

Logotipo Facebook
Logotipo do Facebook Ver imagem »


Infelizmente, todos os dias milhares de pessoas são vítimas de golpes cibernéticos. E como já dissemos anteriormente em outros artigos, a grande maioria dos usuários são lesados através das redes sociais, principalmente no Facebook, que é atualmente a maior de todas as mídias sociais disponíveis na web.

A ESET, empresa de segurança da informação, sediada na Eslováquia, desenvolvedora do NOD32, antivírus lançado na década de 90 e comercializado até hoje, apresentou uma preocupação em relação ao aumento de golpes virtuais aplicados aos usuários brasileiros através do Facebook.

O golpe em questão utiliza mensagens com links para vídeos falsos na internet. O intuito dos criminosos é infectar o dispositivo da vítima, roubar os seus dados do Facebook e espalhar o link malicioso através de conversa com os amigos do usuário.

Como o golpe é aplicado

Esse é mais um caso claro de ‘fishing’, onde os criminosos fisgam os usuários curiosos de plantão no Facebook.

Manchetes como: “Mistério resolvido: Criança desaparecida no Mato Grosso é encontrada dentro de cobra”, “Caso goleiro Bruno: Após seis anos polícia encontra vídeo de espancamento de Eliza Samudio", ou “Pescador filma bola de fogo gigante saindo do fundo de um lago em Goiás” estão sendo compartilhadas como se fossem verdade.

Todas essas e qualquer outras manchetes utilizadas pelos golpistas sugerem um link para que o internauta verifique o vídeo com a reportagem completa, porém ao clicar nesse link, é direcionado para uma página falsa que automaticamente infecta o dispositivo com um malware. E como você já deve saber, nesse tipo de golpe o principal objetivo é obter dados de contas bancárias ou principalmente cartões de crédito.

Como se proteger do golpe

Várias ações podem ser tomadas para evitar cair nesse tipo de golpe nas redes sociais. A principal delas é não sair clicando em tudo que é link que aparece no seu feed de notícias do Facebook, ou mesmo nos links que chegam através de mensagem privada, afinal o seu amigo já pode ter sido infectado e está simplesmente espalhando o conteúdo malicioso, de forma involuntária, pela rede.

Faça uso de um bom software antivírus, saiba que atualmente ser infectado por algum tipo de malware não é privilégio apenas dos usuários de computadores, essas pragas virtuais vêm aumentando rapidamente o seu número de infecções também em dispositivos móveis, principalmente os smartphones Android, já que a maioria das pessoas acham que nunca terão seus dispositivos afetados, e por isso não se previnem.

Caso você veja alguma manchete que lhe desperte interesse e ao mesmo tempo lhe deixe desconfiado da fonte que publicou o link, procure essa informação nos principais portais de notícias da internet, pois se algo tão extraordinário circulando em redes sociais como Facebook, Twitter e Google+ for verdade, com certeza você irá encontrar algo a respeito em sites confiáveis.

Saiba como os criminosos cibernéticos atuam, conheça quais são os principais golpes aplicados na internet e esteja sempre de olho em possíveis armadilhas nas redes sociais.

Veja alguns artigos que podem lhe ajudar:

Confira o que você faz certo e errado durante a navegação na internet e tome cuidado para não ser mais uma vítima desse golpe aplicado através do Facebook.

Se já teve algum aborrecimento desse tipo na internet ou quiser deixar alguma dica sobre esse assunto, sinta-se à vontade para se expressar através dos comentários.

Até +


Imprimir ou salvar este artigo como PDF



Shopping



Um comentário :
  1. Olá internauta!

    Antes que eu me esqueça, se você tiver alguma dúvida, sugestão ou informação que complemente este conteúdo, por favor, compartilhe conosco através de um comentário.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blog DiGa Tech. Ao se manifestar através desta plataforma, você alega estar em conformidade com a nossa política de comentários. Caso fique em dúvida, leia as perguntas frequentes e saiba o que consideramos inapropriado ou ilegal. Viu algum comentário que viola os nossos termos gerais de uso? Então denuncie!