sexta-feira, 29 de abril de 2016

Placa-mãe de notebook - Concertar é uma arte para poucos

Você até pode tentar realizar um reparo de placa-mãe, mas sem as ferramentas adequadas e conhecimento necessário ficará difícil.

Concertar placa-mãe usando ferro solda
Concerto de placa-mãe com ferro de solda Ver imagem »


Muitos profissionais até se arriscam, fazem troca de processador, memória RAM, efetuam limpeza de slot, lavam a placa com álcool isopropílico, ligam e desligam o equipamento várias vezes, porém não passam desses procedimentos básicos, e quando chega o momento de realizar testes eletrônicos, verificar componentes e realmente diagnosticar o problema, não têm conhecimento técnico para essa atividade, o que não os permite realizar o concerto da placa-mãe do laptop. Dessa forma, se você já trabalha como Técnico em Manutenção de Notebook e frequentemente se depara com esse tipo de situação, ou se ainda pretende atuar nesse ramo, mas não quer que algo assim faça parte da sua rotina, veja a seguir alguns conceitos que precisará levar em consideração para aprimorar suas habilidades e entrar para o seleto grupo que domina essa área.

Conhecimento teórico em eletrônica

Conhecimento teórico eletrônica concerto placa-mãe notebook Ter um conhecimento teórico em eletrônica é muito importante, já que isso possibilita que você saiba ao certo o que está fazendo, que possa diagnosticar de forma correta o defeito de uma placa-mãe, e venha a concertá-la. Não adianta nada você procurar na internet por termos do tipo “como concertar notebook que não liga” ou então “como concertar notebook que desliga sozinho”, pegar as informações contidas em uma ou outra dica e simplesmente não saber como executar o procedimento explicado. Sem contar que realizar o concerto de placa-mãe não é o mesmo que seguir uma receita de bolo, as vezes o problema pode ser igual ao descrito por alguém na internet, como por exemplo, ausência de sinal de vídeo, porém o procedimento para resolver essa questão pode ser o mais variado possível, tendo em mente que essa falha pode ser ocasionada por inúmeros motivos diferentes. Então, se você não pretende perder tempo e dinheiro utilizando o método da tentativa e erro durante o reparo de placa-mãe, e se o seu objetivo é se destacar como Técnico em Manutenção de Notebook, invista uma parte da sua rotina em conhecimento teórico em eletrônica.

O que um técnico em manutenção de placa-mãe precisa conhecer

Concertar placa-mãe notebook utilizando osciloscópio Saiba que não adianta você querer dar um passo maior do que é capaz de realizar, pois ao invés de chegar mais rapidamente ao seu objetivo, pode se frustrar e muito caindo e ficando pelo meio do caminho. Lembre-se da fábula da lebre e da tartaruga, aplique esse conceito no seu aprendizado e tenha em mente que não será muito produtivo pegar vários livros de eletrônica avançada e sair lendo tudo como um lunático, você poderá ficar repulsivo ao conteúdo e acabar não absorvendo nenhum conhecimento. Foque sua determinação em aprender os conceitos básicos da eletrônica, veja como são aplicados no reparo de placa-mãe, entenda como esse universo realmente funciona, e só então você irá perceber que pode começar do zero e ser bem-sucedido como Técnico em Manutenção de Notebook.

Dentre alguns temas e conceitos de eletrônica, você precisa ter conhecimento sobre o que é tensão contínua e tensão alternada, saber o que é uma resistência, aprender a calcular o seu valor, verificar se ela está ou não alterada e conhecer sua função em um circuito. É necessário saber como trabalha uma bobina de ferrite nas linhas de fonte do notebook, o porquê de um lado da bobina aparecer um pulso PWM e do outro lado esse sinal não estar presente. É muito importante que você saiba o que é um capacitor, como ele funciona, como fazer a leitura da capacitância e também como calcular sua ESR, medida que se estiver acima da sua especificação trava o capacitor e faz com que a fonte flutue e passe sinais PWM para o outro lado do indutor, prejudicando componentes alimentados por essa fonte, como por exemplo o processador.

Perceba que até agora, você deve ter conhecido a maioria dos termos citados aqui, já que essas nomenclaturas e componentes são frequentemente encontrados em especificações de circuitos eletrônicos, e você precisará conhecê-los se quiser trabalhar com reparo de placa-mãe.

Continuando, é muito importante que você saiba o que é e como funciona uma CPU, o que é uma memória RAM, como ela opera, quais são os seus sinais e como verificar as linhas do BIOS dessa placa. Conheça o que é um mosfet, como ele trabalha, o seu modo de polarização, qual a função do seu gate, como é o sinal PWM no gate desse transistor, sendo ele de alta ou de baixa. Tenha referência sobre os tipos de diodo, o que faz um transistor bipolar, como funciona um transistor digital em um circuito de entrada ou proteção de uma placa. Tire suas dúvidas sobre o que é um sinal digital, como ele se comporta no circuito e como testá-lo na placa-mãe. Dessa forma, se você como Técnico em Manutenção de Notebook, não souber como funciona algum desses componentes, então como será capaz de realizar o reparo de uma placa-mãe? Muitas vezes, o defeito é algo simples e fácil de resolver, porém pode acabar se tornando um monstro na sua frente e deixando você sem solução, caso não saiba diagnosticar corretamente o mau funcionamento do aparelho, diagnóstico esse, que exigirá o manuseio correto de algumas ferramentas para manutenção de notebook.

Manuseio de instrumentos de bancada

Desmontar notebook concertar placa-mãe
Desmontagem de um notebook Ver imagem »

Vimos a pouco a importância de estar sempre em busca de conhecimento teórico, principalmente porque a tecnologia não para de avançar, e se você tem como objetivo se tornar um profissional reconhecido no mercado, você deve acompanhar esses avanços, ficar atento em relação as principais inovações do setor, acompanhar as tendências e se adequar a elas, seja na prestação de serviço ou nas ferramentas utilizadas para realizar alguma atividade de manutenção de laptop.

Dessa forma, para que o seu trabalho como Técnico em manutenção de Notebook tenha um resultado satisfatório dia após dia, e que sua taxa de sucesso em reparo de placa-mãe de notebook seja o mais elevado possível, é muito importante que você tenha um bom kit de ferramentas na sua bancada, e que saiba manusear de forma correta cada um dos instrumentos presentes nesse conjunto de ferramentas. É muito recomendado que tenha desde espátulas, pinças, chaves Philips, fenda e allen, até um multímetro digital, osciloscópio, ferro de solda e uma boa estação de ar quente, instrumentos que auxiliarão desde a desmontagem da carcaça do laptop, retirada dos periféricos, diagnóstico de problemas e o retrabalho de componentes na placa, incluindo até mesmo a solda BGA. Sendo assim, se tiver o conhecimento técnico adequado e fizer uso das principais ferramentas para manutenção de notebook, realizar o concerto de placa-mãe ficará muito mais fácil para você, obviamente alavancando e muito sua lucratividade.

Análise do esquema elétrico da placa-mãe

Esquema elétrico placa-mãe notebook
Esquema elétrico da placa-mãe de um notebook Ver imagem »

Tenho certeza que muitos profissionais que fazem reparo de placa-mãe de notebook desconhecem o esquema elétrico da placa em questão. Simplesmente realizam uma análise visual dos circuitos e partem para os testes eletrônicos, de forma aleatória e sem critério técnico. Esse tipo de atitude causa o desperdício de tempo, já que se realiza medições de componentes que nada tem a ver com o problema, e também pode ocasionar um prejuízo financeiro, pois através da tentativa de acerto na sorte, componentes podem ser trocados sem necessidade. É muito importante que um Técnico em Manutenção de Notebook saiba realmente o que está fazendo, para que não torne um problema simples, em algo irreparável.

Sabemos que uma placa-mãe de notebook é muito complexa, com suas várias camadas agregadas, seus circuitos funcionando de forma integrada e seus inúmeros componentes permitindo que ela trabalhe de forma correta. Nesse caso, se você desconhece a dinâmica de um circuito, fica praticamente impossível resolver algum problema que ele venha apresentar, sendo assim, nada mais indicado do que conhecer a engenharia da placa, aprender como cada parte se comporta, saber verificar esses detalhes no esquema elétrico, interpretar sua simbologia, e só então partir para o processo de reparo da placa-mãe.

Agora vamos conferir um esquema lógico, apresentado pelo técnico especialista em reparo de placa-mãe, Diaulas Moraes, utilizado para identificar problemas em um circuito de standby da placa de um notebook que não liga, mesmo com o jack da fonte conectado e o botão de power pressionado. Então veja as etapas a serem seguidas:

  • Etapa 1

Conectar o jack da fonte na placa-mãe do notebook e verificar se há os 19 volts na linha de entrada. Caso esteja em curto, a fonte desarma e a tensão não é exibida.

  • Etapa 2

Verificar onde estão os mosfets da fonte primária e conferir se estão chegando os 19 volts no dreno de alta desse transistor, certifique-se de fazer a análise dos dois lados da fonte, tanto no de 3,3 quanto no de 5 volts. Veja a posição desse componente utilizando o esquema elétrico da placa-mãe.

  • Etapa 3

Verificar se as fontes primárias estão presentes na placa-mãe ao conectar o jack. As tensões de 3,3 e 5 volts devem ser exibidas. Fique atento, porque em algumas placas, a tensão de 5 volts não aparece quando a placa-mãe está em standby. Verifique essa informação no esquema elétrico da placa.

  • Etapa 4

Verificar se existe alimentação na Multi I/O e no BIOS, pois é necessário que ambos recebam 3,3 volts. Por quê? Simples, assim que o jack com os 19 volts é conectado à placa-mãe, a Multi I/O gera um clock de 32.768 KHz e faz uma leitura básica no BIOS, verificando se o programa está funcionando corretamente. Em caso positivo, alguns circuitos são ativados na placa-mãe, que fica em standby aguardando que o botão de power seja pressionado. Dessa forma, se os 3,3 volts não estiverem presentes na Multi I/O e no BIOS, o notebook não liga.

  • Etapa 5

Colocar a ponta do osciloscópio na porta de chip select do BIOS e reconectar o jack com os 19 volts e verificar se há comunicação entre o Multi I/o e o BIOS. Em caso positivo, uma forma de onda quadrada deve ser exibida na tela do osciloscópio.

  • Etapa 6

Repetir os passos da etapa 5 verificando se os outros 3 pinos do BIOS se comunicam com a Multi I/O. As vezes uma solda fria na Multi I/O isola um dos pinos do BIOS e simplesmente deixa a placa-mãe inoperante. Lembrando que esse procedimento verifica apenas a comunicação entre os componentes e não permite saber a integridade do programa gravado na flash ROM.

  • Etapa 7

Utilizar o osciloscópio para verificar se a Multi I/O está com um clock de 32.768 KHz, lembrando que esse valor pode oscilar um pouquinho para mais ou para menos. Na tela do osciloscópio deve ser exibida uma onda senoidal perfeita e sem ruídos.

  • Etapa 8

Verificar o circuito do botão de power. Nele existem dois pinos, um é o aterramento e o outro deve apresentar uma tensão de 3,3 ou 5 volts, dependendo da placa-mãe. Quando esse botão é pressionado, a tensão do segundo pino é transferida para o terra, o nível na Multi I/O muda de alto para baixo, o que dispara alguns sinais ativando o restante do circuito da placa, ligando o notebook

  • Etapa 9

Pressionar o botão de power e verificar se a Multi I/O está emitindo sinais para outros componentes da placa-mãe. Caso isso não aconteça, o notebook não liga.

Como podemos perceber, desde a etapa 1 até a etapa 9 foram feitas análises de alimentação e comunicação entre os componentes, seguindo uma sequência que torna possível diagnosticar um problema no circuito de standby de uma placa-mãe, nesse caso tornando muito mais fácil descobrir o defeito e efetuar o reparo. Convenhamos que seguir um esquema assim aumenta bastante as chances de sucesso da manutenção, e com certeza poupa bastante tempo, ao contrário de quem fica tentando acertar na sorte.

Bem! O objetivo desse artigo não é expressar que apenas o que foi apresentado aqui é necessário para que se torne um profissional de sucesso, mas sim demonstrar o conhecimento básico preciso para começar a sua caminhada como Técnico em Manutenção de Notebook, e para que saiba que com muito esforço, dedicação e trabalho, você poderá se tornar um exímio artista, um mestre na arte de efetuar reparo de placa-mãe de laptop, e não apenas ficar se perguntando o porquê das outras pessoas conseguirem, e você não.

Se essa é a sua vontade, então corra atrás! Atente-se para as dicas que apresentamos aqui e foque em aprimorar os seus conhecimentos em eletrônica, conheça as ferramentas que irão auxiliá-lo, aprenda sobre os instrumentos de bancada, dedique-se em aperfeiçoar o seu talento em relação a esses conceitos e busque cada vez mais se inteirar tecnicamente sobre a engenharia das placas que pretende realizar manutenção. Concentre-se na sua preparação profissional e lembre-se, muitos atletas treinam durante anos para se consagrarem em uma prova que dura apenas alguns segundos.

Se você gostou desse artigo, curta e compartilhe com seus amigos nas redes sociais, inscreva-se na nossa newsletter para receber as próximas postagens por email, e partilhe um pouco da sua sabedoria conosco através dos comentários, conte-nos se já é um Técnico em Manutenção de Notebook, ou se ainda está estudando para se tornar.

Até o próximo artigo!


Imprimir ou salvar este artigo como PDF



Shopping



Um comentário :
  1. Olá internauta!

    Antes que eu me esqueça, se você tiver alguma dúvida, sugestão ou informação que complemente este conteúdo, por favor, compartilhe conosco através de um comentário.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blog DiGa Tech. Ao se manifestar através desta plataforma, você alega estar em conformidade com a nossa política de comentários. Caso fique em dúvida, leia as perguntas frequentes e saiba o que consideramos inapropriado ou ilegal. Viu algum comentário que viola os nossos termos gerais de uso? Então denuncie!