sexta-feira, 18 de março de 2016

10 dicas de tecnologia para garantir a segurança na internet

Sempre que saímos de casa, mantemos a atenção a fim de evitar problemas, e focamos principalmente no nosso cuidado pessoal. Então, por que não garantir também essa segurança na internet!?

Tecnologia segurança informação
Tecnologia de Segurança da Informação Ver imagem »


Muitas pessoas acham que a internet é uma terra sem lei, que tudo é válido, e que qualquer coisa pode ser feita sem restrições ou proibições, porém isso não é verdade. Mas, como todos nós sabemos, os crimes virtuais são muito mais difíceis de serem combatidos em virtude do cenário gerado para que esses sejam cometidos. Dessa forma, nada mais válido do que se precaver e evitar possíveis dores de cabeça. Afinal, como diz o ditado, ‘melhor não clicar do que ser hackeado’. Então, veja as dicas que selecionamos para você, e confira as tecnologias que irão permitir sua navegação com segurança na web.

Índice

  1. Atualizar o Sistema Operacional e o Antivírus
  2. Utilize navegadores recentes
  3. Cuidado com sites maliciosos
  4. Atenção com os downloads e programas de instalação
  5. Tenha uma senha forte e intransferível
  6. Fique alerta com links em redes sociais e email
  7. Atenção com às compras online
  8. Redes Wi-Fi podem ser uma cilada
  9. Mantenha sua privacidade
  10. Faça backup dos seus arquivos

  1. Atualizar o Sistema Operacional e o An­ti­ví­rus

↵ Voltar

Essa é uma prática muito recomendada por especialistas e pelas próprias empresas desenvolvedoras de Sistemas Operacionais. Não importa se você é um usuário do Linux, Windows, Mac ou Android, sempre terão atualizações importantes a serem feitas no seu dispositivo, com o objetivo de corrigir erros e falhas de segurança. Dessa forma, é muito importante que você sempre verifique se há novas correções a serem feitas e as instale sempre que possível. Isso garantirá maior proteção ao seu equipamento, e com certeza corrigirá bugs e vulnerabilidades que possivelmente poderiam ser exploradas por hackers ou algum vírus instalado no seu computador, tablet ou smartphone.

Uma tecnologia que se tornou indispensável e que auxilia muito na proteção dos seus dados e informações, é o Antivírus. Ferramenta que trabalha em tempo real em sincronia com o Sistema Operacional, fazendo varredura de arquivos e analisando o conteúdo que você está acessando na internet. No entanto, assim como é imprescindível manter o sistema sempre atualizado, o mesmo deve ser feito com o seu Antivírus, já que todos os dias milhares de sites mal-intencionados e uma quantidade absurda de malwares são lançados na web, o software de segurança instalado no seu PC deve receber essas informações a fim de otimizar a sua proteção.

Porém, fica uma dica, não instale um guardião qualquer no seu aparelho, afinal, são seus dados pessoais que estão em jogo. Nesse caso, escolha contar com um Antivírus eficaz e de credibilidade reconhecida no mercado. Tenho certeza que ao fazer isso você se sentirá mais seguro durante a navegação na web.

  1. Utilize navegadores recentes

↵ Voltar

Logotipo navegadores Que é de suma importância manter tudo sempre bem atualizado, nós já vimos. Então você já deve imaginar que em relação aos navegadores não é diferente. Isso devido a vários motivos, desde a exibição correta dos sites modernos, coisa que os navegadores antigos não fazem, devido a incompatibilidade com a nova programação das páginas da web, até mesmo a impossibilidade de integração entre esses navegadores e a placa de vídeo dos computadores, o que acelera a exibição dos sites, e o Antivírus, que deixa a experiência mais segura. Faltando citar ainda, as brechas de segurança e vulnerabilidades que expõe sua navegação e coloca em risco a integridade dos seus dados durante o acesso à internet.

Muitos usuários optam por utilizar o internet Explorer, porém se você é um desses adeptos e tem instalado no seu computador, o Windows 7 ou uma versão anterior, tome cuidado, pois essas plataformas não executam a versão mais recente desse navegador, o que pode comprometer a sua proteção. Desse modo, o mais indicado é instalar uma versão atualizada do Firefox, Chrome, Safari ou Opera, e contar com a tecnologia sempre em atualização desses browsers. Se você utiliza o Windows 10, a Microsoft sugere o uso do Edge ao Internet Explorer, por questões de desempenho e segurança.

Então fique alerta! Perceba que algumas simples atitudes podem fazer a diferença e auxiliar para você navegar com segurança na internet. Siga essas dicas e evite aborrecimentos.

  1. Cuidado com sites maliciosos

↵ Voltar

Site infectado vírus Entre as principais dicas de tecnologia da segurança da informação, está a recomendação para sempre prestar atenção no site em que se encontra conectado. como assim? Simples, muitas das vezes quando se procura algo na internet, os buscadores exibem páginas com conteúdo relevante, porém em alguns casos, o site em si possui aplicações fraudulentas ou que o induzirá a baixar e instalar aplicativos maliciosos sem o seu consentimento no seu computador, tablet ou smartphone.

Isso poderá acontecer se a página em questão começar a exibir banners que escondem o conteúdo por completo e que muitas vezes não podem ser fechados, se começar a abrir outras páginas automaticamente ou até mesmo se o site ou blog o redirecionar para outra página que não tenha nada a ver com a exibida inicialmente. Fique atento se algumas dessas práticas acontecerem, e sempre desconfie se algum site solicitar seus dados para que você tenha acesso à informação que procura. Nesses casos, o mais indicado é fechar a página sem clicar em nenhum link ou banner exibido.

De acordo com o UOL Antivírus, cerca de 3 mil sites de conteúdo duvidoso são lançados na internet todos os dias, e aproximadamente 500 mil malwares são listados por semana pelas empresas de segurança digital. Pensando nesses números, nada melhor do que nos mantermos alerta em relação as páginas que frequentamos, e realmente pensar duas vezes antes de clicar em todo tipo de link que aparece na nossa frente. E, correndo o risco de ser repetitivo, é muito importante manter um Antivírus de qualidade instalado e atualizado com frequência, sem contar o uso de um navegador moderno e com tecnologia capaz de detectar e bloquear a ação desses websites".

Contudo, tendo o mínimo de atenção e se prevenindo de algumas atitudes impulsivas, pode-se evitar os golpes mais frequentes da internet e garantir a sua segurança durante a navegação. Pense nisso!

  1. Atenção com os downloads e programas de instalação

↵ Voltar

Logotipo Download A internet aqui no Brasil está longe de ser uma das mais rápidas do mundo, porém ainda assim permite que muitos internautas baixem centenas de horas de músicas ou montem verdadeiros acervos de filmes no computador. Mas, será que essa prática de sair baixando tudo na web não infringe alguma política de segurança da informação? Bem! Muitas pessoas pensam que se está disponível na internet, então pode ser de quem quiser. No entanto, esse conceito pode ser muito perigoso, principalmente para quem utiliza programas de compartilhamento de arquivos.

Desde o pioneiro e extinto Napster, até o relutante eMule e o soberano Torrent, o compartilhamento de arquivos na internet utilizando a tecnologia P2P sempre esteve em evidência. E onde está o foco dos usuários, também está o foco dos hackers, que se aproveitam da falta de atenção dos internautas que muitas vezes são vítimas fáceis em sites maliciosos a procura de álbuns musicais completos de algum artista, um filme lançamento que ainda está no cinema, mas é anunciado para download, ou então aquele jogo aguardado por muito tempo que tem sua forma pirata disponibilizada na web.

E o que se pode esperar de sites que oferecem esse tipo de conteúdo? Exato. Vírus! Já que em alguns casos o próprio site recomenda que o Antivírus seja desativado para que o download seja iniciado sem problemas. Então, tome muito cuidado por onde se aventura, pois o perigo está no link que você menos espera! E mesmo que não se arrisque com esse tipo de página, um simples instalador baixado de algum site famoso pode lhe tirar o sono.

Lá se foi a época em que se baixava e instalava realmente o aplicativo que estava à procura! Não que isso não aconteça hoje em dia, porém existe uma pequena diferença, muitos instaladores contêm o que chamamos de “programas parasitas”, ou seja, você instala um editor de fotos, por exemplo, no seu computador, e do nada começa a ver anúncios para todo lado, vários ícones aparecem na área de trabalho, inúmeras barras de ferramentas no seu navegador, sua página inicial da internet é alterada e você nunca mais consegue modificá-la novamente, e você simplesmente se pergunta de onde saiu tudo aquilo, já que não instalou nenhum daqueles programas. Pois eu te digo, você concordou com tudo isso ao não ler os termos de instalação do software em questão e ao sair como um lunático clicando em avançar, avançar, avançar, concluir. Muitas dessas porcarias podem ser removidas facilmente do seu PC, porém o problema são os spywares que podem ficar atrelados ao seu sistema operacional e/ou navegador colocando em risco mais uma vez a integridade dos seus dados e expondo-os a criminosos. Então, da próxima vez que for instalar algo no seu PC, leia tudo, desmarque todas as opções que oferecem outros aplicativos e evite esse tipo de dor de cabeça garantindo a sua segurança. O instalador está em outro idioma? Use um dicionário!

  1. Tenha uma senha forte e intransferível

↵ Voltar

Sistema protegido Com certeza você já ouviu ou leu sobre isso em vários lugares, certo? Mas não custa reforçar o alerta sobre a necessidade de ter uma senha considerada forte, e que dificilmente alguém irá descobri-la apenas tentando combinar sua data de nascimento com número de telefone, placa do carro, endereço ou algum número dos seus documentos. O que você precisa ter em mente é que sua senha é o cadeado que protege suas informações na internet. Se você tem uma proteção fraca, ela será rompida facilmente. No entanto, se você utiliza uma trava reforçada, dificilmente essa barreira será ultrapassada por qualquer pessoa, e isso garantirá mais segurança às suas informações. Garanto que você não sai de casa e deixa a porta apenas escorada e o portão amarrado com um barbante, pois isso seria o mesmo que pedir para ser roubado.

Sabemos que tanto na nossa vida real quanto na virtual, não há nenhum sistema de segurança 100% eficiente, todavia, não podemos nos descuidar, e devemos dificultar ao máximo a vida das pessoas mal-intencionadas. Então, ao criar suas senhas, não utilize apenas sequências numéricas ou alfabéticas. Seja mais esperto que isso e mescle letras minúsculas, maiúsculas, números e caracteres especiais criando códigos de no mínimo 12 dígitos.

Uma dica muito importante, é que você não utilize a mesma senha para vários serviços na internet. Tenha uma palavra-passe diferente para cada email, cada loja virtual, diferencie seus códigos de proteção em cada uma das redes sociais que você participa e evite que alguém com acesso a uma de suas contas saia vasculhando todas as outras. Previna-se! Não confira suas informações em qualquer computador, evite locais públicos onde todo tipo de pessoa se conecta, pois, geralmente esses sistemas têm uma segurança digital muito baixa e são repletos de vírus.

Nunca passe sua senha a terceiros, mesmo que sejam de confiança, porque muitas das vezes sem a intenção de te prejudicar, podem acabar fazendo isso, por exemplo, deixando uma de suas contas logada em algum computador, ou até mesmo acessar de algum PC com conteúdo malicioso que irá roubar os seus dados. Caso não tenha opção e precise da colaboração de alguém, tenha a prudência de trocar a senha logo em seguida, e faça disso um hábito, sempre! Mude suas palavras-passe com frequência, e para garantir ainda mais segurança, grande parte dos serviços online oferecem uma tecnologia de autenticação em duas etapas, que consiste em uma verificação extra com código enviado por mensagem de texto ao seu celular, após a confirmação do nome de usuário e senha. Então, faça uso dessa tecnologia, aproveite as outras dicas de segurança da informação e mantenha-se protegido.

  1. Fique alerta com links em redes sociais e email

↵ Voltar

Logotipo Redes Sociais Por quê? Simples! De acordo com mais um dado do UOL Antivírus, cerca de 85% dos golpes aplicados na web são provenientes de redes sociais. Um tanto quanto significante, não? Pois é! Não adianta você seguir várias e várias dicas de segurança digital, usar uma boa tecnologia de proteção para o seu Sistema Operacional, e não fazer o principal, que é prestar atenção nas suas atitudes durante a navegação e interação com outras pessoas através das redes sociais e troca de mensagens por email.

Todos nós sabemos que estamos na era da informação, e com isso diariamente milhares de conteúdos são lançados na internet todos os dias, com os mais diversificados intuitos, e entre eles estão aqueles que simplesmente pretendem fisgar uma vítima desatenta, prática conhecida como ‘Fishing’. Tome cuidado, não saia clicando um tudo que aparece na sua linha do tempo ou que te mandam via mensagem privada. Esteja sempre em alerta, e se clicar em algum link que te leve para algum site estranho, controle sua compulsão por cliques e apenas saia da página. E mais uma dica, pense bem se você realmente precisa conferir aqueles links que enviaram dizendo que existem fotos comprometedoras suas na internet, ou que aquela sua amiga do trabalho teve fotos íntimas vazadas pelo namorado. Então, deixe a curiosidade de lado e preze pela sua segurança!

Pare e pense um pouco, os golpistas fazem isso todos os dias com milhares de pessoas diferentes, utilizando os mais variados métodos para fisgar uma vítima, não só pelas redes sociais quanto por serviços de correio eletrônico. São mensagens tentando se passar por lojas virtuais, serviços de proteção ao crédito, notificações de redes sociais e o principal e que mais chama atenção das pessoas, mensagens com informações bancárias. Em quase todos esses casos o objetivo é o mesmo, infectar o computador do alvo em questão, ou solicitar a confirmação de dados pessoais e de cartão de crédito através de resposta da mensagem, ou o preenchimento de um formulário, que será acessado através de um link, e que provavelmente o redirecionará para um site falso de banco ou outro serviço na internet.

Sempre passe o mouse por cima do link que pedem para você clicar, presente na mensagem de email, e confira se o que aparece na descrição está igual ao escrito, pois em mensagens fraudulentas, provavelmente não são iguais. Confira se esse endereço é realmente do serviço que estão dizendo entrar em contato com você, e se resolver se arriscar clicando no link, confira se o site aberto tem conexão segura exibindo um cadeado próximo a barra de endereço ou se a URL começa com https. De qualquer forma, nesses casos, a decisão mais sensata é não informar nenhum dado e entrar em contato com seu banco para saber se realmente há algo a ser tratado. Pense nisso, fique atento e não vá passar seus dados de bandeja para algum criminoso.

  1. Atenção com às compras online

↵ Voltar

Carrinho compras online Todos adoramos comprar, e mais ainda quando encontramos o produto que queremos sendo ofertado com aquele precinho super. barato, não é mesmo? Porém a empolgação causada por uma oferta dessas na internet pode deixar muita gente sem poder de discernimento, e acaba refletindo em um impulso de compra praticamente incontrolável, o que pode acarretar em muitos problemas devido ao fato de nessas condições você se tornar um alvo fácil de lojas virtuais falsas e sites maliciosos.

Pense bem! Se um artigo de tecnologia geralmente é vendido por 4 mil reais em várias lojas online, será que seria normal você encontrar esse mesmo produto ofertado pela metade do preço ou até menos em outro concorrente? Então preste muita atenção em promoções mirabolantes e sempre desconfie de preços muito abaixo do praticado no mercado. Fique atento em véspera de datas comemorativas, onde surgem inúmeras lojas que parecem serias, mas que só estão mesmo a fim de te roubar. Sempre verifique em órgãos como o PROCON, qual a reputação desses sites que você não conhece, ou até mesmo utilize serviços como o Reclame Aqui para saber o que outras pessoas estão comentando a respeito do ecomerce em que você está interessado em realizar uma compra.

Preste sempre atenção nos detalhes da página, sites sérios geralmente colocam uma descrição detalhada do produto, assim como uma ficha técnica e até mesmo disponibilizam uma versão do manual para que o consumidor possa tirar todas as suas dúvidas antes da compra. Mais uma dica, normalmente sites fraudulentos não exigem cadastro na hora de realizar uma venda. Isso mesmo! Quando você escolhe um produto e clica em comprar, logo já é exibida uma janela solicitando os dados para pagamento, e você se depara com os campos para inserir os seus registros pessoais e de cartão de crédito. Sempre confira esse detalhe!

  1. Redes Wi-Fi podem ser uma cilada

↵ Voltar

Wi-Fi Público Com a infestação da internet pelas redes sociais, as pessoas se veem na necessidade de estarem sempre conectadas interagindo umas com as outras, não importa se isso é feito através do computador, tablet ou smartphone, mas sim em que tipo de conexão é utilizada para acessar a web. Muitos internautas têm o hábito de estarem sempre em evidência nos seus círculos de amizades virtuais, e acabam na sua maioria optando por utilizar redes sem fio públicas para essa finalidade, sem atentar aos riscos que podem estar se expondo trocando informações através de conexões Wi-Fi desprotegidas.

Então o problema está apenas nas redes sociais? Não. Quando você utiliza uma rede sem fio pública, qualquer um dos seus dados podem facilmente serem interceptados por um hacker, ou…um aspirante a isso. Dessa forma, evite fazer uso de conexões das quais você não conhece o nível de segurança. Caso um acesso assim seja realmente necessário, não se conecte a nenhum site que exija nome de usuário e senha e, principalmente, não entre em uma conta bancária nessas condições, pois muitas vezes as redes Wi-Fi estão sem senha propositalmente a fim de fisgar alguma pessoa descuidada. E mais uma dica, jamais realize uma transação que envolva seu cartão de crédito, você poderá ter uma surpresinha quando chegar a fatura.

Um método muito indicado por especialistas, é se conectar a essas redes utilizando uma VPN, Virtual Private Network, ou em bom português, Rede Virtual Privada, que simplesmente irá criptografar todos os seus dados durante a navegação. Essa tecnologia pode ser usada tanto em sistemas Windows, Linux, Mac e Android, podendo assim garantir a sua segurança no computador, smartphone ou tablet. Muitas empresas oferecem esse tipo de serviço, e você poderá encontra-lo de forma gratuita ou com algum custo mensal. Mas, para que não saia procurando de qualquer maneira, indicamos o uso da VPN CyberGhost, que além de ter uma versão grátis, possui uma tecnologia bem eficiente atendendo as expectativas de segurança.

  1. Mantenha sua privacidade

↵ Voltar

Acha isso difícil, né? Concordo! Afinal, hoje em dia privacidade pode até existir, porém para quem não tem nenhum contato com a internet. Pois, se você está inserido nesse mundo, com certeza sempre terá alguém de olho no que está fazendo e também nas suas informações, no intuito de mapear o seu comportamento e saber se você é um alvo em potencial. Seja apenas para praticar bullying, te vender um produto ou até mesmo para cometer crimes virtuais ou atentados a sua pessoa ou alguém da sua família. Então preste muita atenção com quem você conversa e que tipo de informação divulga na web.

Uma das maneiras de minimizar o que as pessoas sabem a seu respeito, é publicar o menor número possível de informações sobre o seu dia-a-dia, como onde você mora, local de trabalho, rotina de ida e vinda, etc. Enfim, quanto menos você se expõe, menos saberão sobre você. Evite postar fotos da fachada da sua casa, assim como da placa do seu carro, não divulgue número de documentos ou celular, e um dos principais, não exponha a imagem das crianças de qualquer jeito na internet. Saiba que sempre terá alguém pronto para lhe aplicar um golpe, seja ele por telefone, por meio de um sequestro ou então algum ato de pedofilia.

Nesse mundo onde a comunicação instantânea se faz presente no cotidiano das pessoas, é sempre bom saber a maneira correta de se utilizar essa tecnologia de forma saldável, minimizando os riscos de ser lesado. Restrinja seus círculos de amizades em redes sociais apenas para pessoas que você realmente conhece, e deixe suas informações visíveis apenas para os seus amigos. E mais uma dica, pense bem se você teria coragem de dizer em público o que pretende postar nas redes sociais. Afinal, a sua segurança está diretamente ligada a suas atitudes.

  1. Faça backup dos seus arquivos

↵ Voltar

Sistema Backup Sei que concorda que é muito frustrante quando o seu computador, tablet ou smartphone apresenta problema e você simplesmente perde todos os seus arquivos. Músicas, filmes, jogos e aplicativos podem até ser conseguidos novamente na internet, no entanto, fotos e filmagens pessoais, assim como documentos importantes de trabalho, em alguns casos, podem ser perdidos para sempre.

O principal a ser feito para guardar os seus pertences digitais com segurança, é utilizar uma tecnologia de armazenamento em massa, podendo ser um Pen Drive ou então um HD Externo, por serem de fácil acesso e manuseio até mesmo por pessoas menos experientes. A dica aqui é a seguinte, se as informações são realmente importantes, então mantenha uma cópia de segurança desses dados.

Outro método que você pode utilizar é um serviço de armazenamento em nuvem, ou seja, uma tecnologia que salva seus arquivos em um servidor e que ficam disponíveis para acesso através de qualquer computador, tablet ou smartphone conectado a web. Geralmente esses serviços oferecem sincronia de dados automática e você não precisa se preocupar em ficar salvando tudo a todo o tempo. Se você é um usuário do Windows, a Microsoft disponibiliza o OneDrive para os clientes. No caso do Android, pode salvar os seus dados no Google Drive, e se faz uso de um dispositivo da Apple, o iCloud está disponível para você. Caso seja adepto de alguma outra plataforma, existem vários serviços similares que podem ser contratados na internet. O objetivo é ficar esperto e garantir a segurança dos seus arquivos.

Bem! Quando falamos em tecnologia da segurança da informação, muitas pessoas acham que isso é um bicho de sete cabeças, e pensam que essa prática só pode ser desenvolvida por profissionais da área de TI. Mas, você viu nesse artigo que muitas medidas são simples de serem tomadas, e que fazem uma grande diferença no seu dia-a-dia virtual. Mantenha-se sempre alerta, coloque em prática as dicas que apresentamos aqui e garanta mais segurança para você e suas informações.

Curta e compartilhe essa postagem com os seus amigos através das redes sociais, assine o nosso boletim para receber as próximas dicas por email, e deixe sua opinião nos comentários.


Imprimir ou salvar este artigo como PDF



Shopping



Um comentário :
  1. Olá internauta!

    Antes que eu me esqueça, se você tiver alguma dúvida, sugestão ou informação que complemente este conteúdo, por favor, compartilhe conosco através de um comentário.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blog DiGa Tech. Ao se manifestar através desta plataforma, você alega estar em conformidade com a nossa política de comentários. Caso fique em dúvida, leia as perguntas frequentes e saiba o que consideramos inapropriado ou ilegal. Viu algum comentário que viola os nossos termos gerais de uso? Então denuncie!